Continuamos a dar a conhecer curiosidades sobre as tuas séries favoritas! Hoje decidimos trazer-te algumas sobre True Blood:

  1. A abertura da série evita usar qualquer um dos atores porque Alan Ball não aprecia isso. São pessoas que vamos ver durante a hora seguinte, por isso acha que não há necessidade de as incluir também na abertura.
  2. Ainda sobre a abertura de True Blood, sabe-se que a produção fez uma viagem de quatro dias a Lousiana, Chicago e Seattle para obter as imagens que dariam origem à sequência inicial. Saltavam dos carros assim que viam alguma coisa de que gostavam ou pediam autorização para filmar as casas das pessoas, acabando depois por beber umas cervejas com elas.
  3. Todos os episódios têm o título de músicas populares ou cristãs.
  4. Ian Somerhalder fez audições para o papel de Jason Stackhouse.
  5. Quanto a Alexander Skarsgård, fez primeiro audições para interpretar Bill. Ainda dentro da mesma família, o pai de Alexander, Stellan Skarsgård, recebeu um convite para um papel em True Blood, mas como tinha outros compromissos teve que recusar.
  6. Ainda antes de ter ficado com o papel de Sarah Newlin, Anna Camp fez testes para o papel de Sookie Stackhouse.
  7. Antes de Rutina Wesley ter sido escolhida para interpretar Tara Thornton, foi Brook Kerr quem deu vida à personagem. Inclusive chegaram a ser filmados dois episódios com ela, mas acabou por ser substituída por Wesley e as cenas em que entrava tiveram de voltar a ser filmadas.
  8. Joe Manganiello fez inicialmente audições para o papel de Cooter; Courtney Ford fez testes para dois papéis, o de Daphne Landry e de Debbie Pelt.
  9. Ainda a propósito de Debbie Pelt, este papel foi oferecido a Katee Sackhoff, mas a atriz recusou-o.
  10. James Marsters também tentou a sua sorte em True Blood, mas os produtores tê-lo-ão considerado demasiado baixo para o papel em questão.
  11. A esquadra da polícia The Bon Temps é uma cadeia real em Hawthorne, na Califórnia.
  12. Kristin Bauer van Straten entrava em pânico sempre que a sua personagem tinha que dizer coisas em sueco e recorria à ajuda de Alexander Skarsgård, que se gravava a dizer as falas, e depois Kristin ouvia-as até as conseguir memorizar.
  13. Michael Raymond-James contratou uma pessoa para o ajudar com o sotaque Cajun.