Continuamos a trazer-te curiosidades sobre as tuas séries favoritas e desta vez decidimos recordar uma já terminada, Downton Abbey.

1. O criador de Downton Abbey, Julian Fellowes, encontrou a sua inspiração para a série em autores como Edith Wharton, de A Idade da Inocência, e Henry James. Diz-se também que o filme Gosford Park, igualmente escrito por Fellowes, também serviu de alavanca inspiradora para a série.

2. Quando a série foi exibida pela primeira vez, vários erros históricos foram apontados no decorrer da trama. Antes da estreia da 2.ª temporada, Julian Fellowes acabou por vir a público desculpar-se por isso. Assim sendo,  para assegurar que a etiqueta e formalidade do início do século XX seriam bem retratadas, foi contratada uma pessoa para esse propósito. Alistair Bruce passava todo o tempo de gravações presente para se certificar de que os figurinos, os rituais no serviço à mesa, a posição das medalhas militares e a forma de entrar e sair dos carros com elegância eram executados nos conformes. O especialista inclusive já disse que o mais difícil era ensinar os atores a sentarem-se mais direitos e sem colocarem as mãos nos bolsos.

3. Apesar de a propriedade fictícia de Downton Abbey ser localizada no norte de Yorkshire, a série usa o castelo de Highclere, no Hampshire, para as gravações. A propriedade pertence à família Herbert – os Condes de Carnarvon – desde finais do século XVII e está aberta ao público no verão, sendo possível, inclusive, alugá-la para vários eventos, nomeadamente casamentos. Na série, a cozinha, o andar de baixo e as áreas utilizadas pelos empregados da casa são filmadas num estúdio londrino, uma vez que algumas partes do castelo foram modernizadas e outras, contrariamente, se encontram um pouco degradadas.

4. Durante a 2.ª temporada da série, a casa dos Crawley é usada como instalações de recuperação para tropas. Paralelamente, durante o período da Primeira Guerra Mundial, a Condessa de Carnarvon usou a casa como hospital para ajudar os feridos e em algumas das divisões há cartas de antigos pacientes a agradecerem-lhe pela hospitalidade.

5. Ainda a propósito da família Herbert, George, o 5.º Conde de Carnarvon, ajudou a descobrir o túmulo do faraó egípcio Tutankhamon. Na série, os nomes dos cães de Lorde Grantham são Pharaoh e Isis, numa alusão às ligações do castelo à história egípcia. No entanto, a certa altura, houve uns rumores de que a morte de Isis na série estava relacionada com o facto de o nome do cão ser o mesmo do grupo terrorista denominado ISIS, que em inglês corresponde a Estado Islâmico do Iraque e da Síria. Tais rumores até deixaram Hugh Bonneville, o ator que interpreta Lorde Grantham, zangado.

6. Os membros do elenco revelaram que, muitas das vezes, as suas roupas são mesmo dos anos de 1910 e 1920. São de tal forma frágeis que não podem ser lavadas e, por isso, não cheiram muito bem.

7. De acordo com o livro The World of Downton Abbey, cada episódio da série custa cerca de 1 milhão de euros a produzir.

8. O papel de Cora, interpretado por Elizabeth McGovern, foi o primeiro a ser desenvolvido. A propósito da personagem, diz-se também que Gillian Anderson recusou a oportunidade de interpretar Lady Grantham.

9. O papel de Violet Grantham foi escrito especialmente para a atriz Maggie Smith. Segundo Jullian Fellowes, também os papéis de Robert Grantham e John Bates foram escritos precisamente para os atores que os interpretam, Hugh Bonneville e Brendan Coyle, respetivamente. No entanto, Steven Waddington (Jamestown) também chegou a fazer testes para o papel de Bates.

10. Houve uma tentativa de levar Kate Winslet e Alan Rickman a fazerem uma participação especial conjunta num episódio de Downton Abbey como marido e mulher. No entanto, nessa altura, Winslet encontrava-se grávida e Rickman, apesar de interessado, optou por não participar, uma vez que queria fazê-lo com Kate.

11. Tom Branson, interpretado por Allen Leech, originalmente só iria entrar em três episódios da série. No entanto, Julian Fellowes acabou por se interessar tanto pelo personagem que decidiu mantê-lo.

12. Segundo Joanne Froggatt, a atriz que dá vida a Anna Bates, a sua personagem estava prevista ser mais velha, uma vez que não havia a intenção de criar uma diferença de idades entre ela e aquele que viria a ser o seu marido. No entanto, ficaram tão satisfeitos com o desempenho de Joanne que acabou por ser ela a ficar com o papel.

13. Fellowes admitiu em entrevista que não sabia das intenções de Dan Stevens de abandonar a série, por isso, quando foi informado, já o relacionamento entre Matthew e Mary ia muito avançado e a única hipótese que viu foi matar o personagem.